Facebook Pixel

19/09/2017 publicado por

Preenchimento facial: respondemos às dúvidas mais frequentes

Preenchimento facial: respondemos às dúvidas mais frequentes

O preenchimento facial utiliza substâncias que podem ser injetadas na pele para melhorar a aparência de pequenas linhas de expressão e rugas, aumentar os lábios, preencher as maçãs do rosto e sulcos profundos, suavizar cicatrizes e reparar imperfeições.

8 perguntas e respostas sobre o preenchimento facial

1. Quais são as substâncias usadas no preenchimento facial?

Os materiais preenchedores mais indicados e seguros são os biocompatíveis, por serem tolerados e absorvidos pelo organismo. Os principais são o ácido hialurônico e gordura da própria paciente. Substâncias permanentes e artificiais são contraindicadas, pois o risco de complicações é alto.

O preenchimento com ácido hialurônico é realizado no próprio consultório médico e não exige anestesia. O preenchimento com gordura é feito em centro cirúrgico, com leve sedação.

2. O ácido hialurônico é mesmo seguro?

A substância é o material preenchedor mais seguro que existe, desde que utilizada por um profissional habilitado. Isso porque ela já faz parte de nosso organismo (sua quantidade apenas diminui com o passar dos anos). Sua ação é muito benéfica: melhora a aparência de pequenas rugas, a textura da pele e a hidratação da cútis. Não costuma apresentar efeitos colaterais.

3. Qual o tempo de duração das aplicações?

Depende do material utilizado, do volume e das áreas a serem tratadas, mas, em geral, o procedimento é rápido.

4. É possível preencher lábios finos e o chamado “bigode chinês”?

Sim, utilizando ácido hialurônico ou gordura da própria paciente (lipoenxertia). As mesmas técnicas também podem ser usadas para dar volume às maçãs do rosto, ao queixo, à região das “linhas de marionete” (rugas que se formam entre os cantos da boca e o queixo), entre outros.

5. Posso confiar em um especialista em estética para realizar um preenchimento facial?

Os únicos profissionais habilitados para executar esse tipo de procedimento são médicos com profundo conhecimento da anatomia da face. Dentre eles, os dermatologistas.

O preenchimento facial pode parecer simples, mas vai muito além do momento da aplicação. É preciso, também, saber tratar as possíveis complicações em tempo hábil, apesar de elas serem raras.

Antes de optar por um profissional, certifique-se de que ele seja mesmo capacitado e certificado por sua entidade de classe, como a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

6. Quais cuidados devem ser tomados após o preenchimento? É permitido passar cremes no rosto?

Depois do procedimento, é importante evitar atividades físicas no primeiro dia e, quando houver hematoma, não expor-se ao sol até que as manchas desapareçam. O uso de protetor solar é indispensável.

Os cremes, em si, não interferem nos resultados do preenchimento facial. O problema é que, ao aplicá-los, massageamos o rosto. Essa movimentação é prejudicial, porque a manipulação do local aumenta o inchaço decorrente do procedimento.

O edema pode ser amenizado com compressas frias, mas nunca com drenagem linfática.

7. Posso fazer preenchimento com ácido hialurônico quantas vezes desejar? Existe um limite?

A ação da substância é temporária. Por ser um componente natural do organismo, o ácido vai sendo absorvido ao longo do tempo, em até dois anos. Assim, não há problema em aplicá-lo repetidamente.

É preciso ter cuidado, apenas, com a qualidade do produto e com a escolha do profissional para realizar o procedimento, mas os efeitos adversos são raros.

8. Depois do preenchimento facial, em quanto tempo os resultados aparecem?

Dependendo do material utilizado, seus efeitos podem ser vistos instantaneamente após a aplicação.