Facebook Pixel

02/01/2018 publicado por

Óleo de rícino para a pele: aprenda como usar

Óleo de rícino para a pele: aprenda como usar

Os benefícios do óleo de rícino para a pele são inúmeros. Este componente natural origina-se na planta da Mamona, e é usado, há muito tempo, como laxante. Atualmente, o óleo de rícino pode ser encontrado na composição de diversos produtos cosméticos para a pele, para o cabelo e até para as unhas.

O óleo de rícino é um excelente remédio para tratar algumas doenças dermatológicas. Além disso, ele proporciona um melhor aspecto à pele. Por sua composição e suas características, é usado para a fabricação de sabão, perfumes e produtos farmacêuticos.

Benefícios do óleo de rícino para a pele

As doenças de pele mais comuns podem ser tratadas com este remédio natural, como:

  • acne;
  • inflamações;
  • rugas;
  • ressecamento;
  • estrias;
  • pigmentação;
  • fungos;
  • cicatrizes;
  • queimaduras solares.

No processo de cicatrização, por exemplo, são comprovados os efeitos desinfetantes e curativos do óleo de rícino. Já para as pessoas que desejam desacelerar o processo de envelhecimento da pele, o óleo pode ser utilizado como creme facial, prevenindo o surgimento de rugas, hidratando a pele e proporcionando uma aparência mais jovem e saudável.

Benefícios do óleo de rícino para a pele com acne

O óleo de rícino auxilia as pessoas que sofrem com acne na pele. Ao contrário de muitos outros óleos que agravam o problema, o de rícino não obstrui os poros e ajuda a reduzir a incidência de espinhas.

O óleo de rícino é rico em ácido ricinoleico, que combate as bactérias causadoras da acne. Ele penetra nas inflamações, tornando-se um excelente componente cicatrizador.

Óleo de rícino combate os sinais de envelhecimento

Um dos maiores benefícios do óleo de rícino para a pele é o efeito retardante que ele causa no processo de envelhecimento. Quando o óleo é aplicado regularmente, penetra nas camadas mais profundas da pele e estimula a produção de colágeno e elastina.

A produção destes componentes, por sua vez, ajuda a suavizar e hidratar a pele. Além disso, desacelera o aparecimento de rugas e linhas de expressão. As linhas finas ao redor da área dos olhos, mais conhecidas como “pés de galinha”, também podem ser tratadas com a aplicação do óleo de rícino.

Como usar o óleo de rícino na pele

O óleo de rícino não deve ser usado em sua forma pura, na pele. O indicado é misturá-lo com outro óleo, como o óleo de côco ou o óleo de amêndoas, em uma proporção de 200ml para 200ml. Para garantir o máximo de efeito deste óleo sobre a pele, ele deve ser aplicado após ela estar limpa. Uma dica é abrir os poros da pele com água morna, para que o óleo consiga penetrar profundamente.

No creme hidratante, misture cerca de uma colher de chá de óleo de rícino para cada 100ml de loção corporal. Aplique a mistura após o banho para obter um resultado melhor. As áreas em que a pele está ressecada ou áspera, como joelhos e cotovelos, são as mais beneficiadas com essa composição.

No entanto, em algumas ocasiões, utilizar o óleo de rícino em excesso pode causar irritação em peles sensíveis. Para evitar que esse problema ocorra, o recomendável é aplicá-lo sempre em pequenas quantidades. E lembre-se: sempre consulte um dermatologista qualificado para receber orientações e contraindicações do uso do óleo de rícino na sua pele.